Movimentos - Unipaz e Ecologia

Palestrantes

Sérgio Ribeiro

Arquiteta urbanista

Palestra: Compreendendo e cuidando dos Múltiplos Níveis de Água

Gerald Pollack

PHD em engenharia biomédica

Palestra: O quarto estado da Água : implicações para a Paz.

Regina Fittipaldi

Arquiteta urbanista

Palestra: Educação para a Paz e Aguas: convergência fundamental para um futuro possível.

Nelton Miguel Friedrich

Licenciado em Direito

Palestra: Água para a Paz, Paz para a Água

Na mídia

Conferência da ONU sobre a Água: acelerando ação para futuro sustentável

A Cidade de Nova Iorque recebe a Conferência da ONU sobre Água entre os dias 22 e 24 de março de 2023.

O encontro decidirá ação conjunta para alcançar os objetivos e metas internacionais acordados sobre o tema, incluindo os que estão presentes na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O principal resultado da Conferência será o lançamento da Agenda de Ação da Água, que representa comprometimentos voluntários de todos os níveis, incluindo governos, instituições e comunidades locais.

O credenciamento para a imprensa cobrir o evento está aberto até 10 de março.

Cultura de Paz

Por meio de uma Educação para a Paz nos níveis de uma ecologia integral, que contempla as dimensões do indivíduo – ecologia individual – da sociedade ecologia social – e do meio ambiente – ecologia ambiental.

Visa a transformação de uma cultura de competitividade, guerra e violência em uma cultura de paz, propiciando a formação integral do ser humano, segundo os documentos de base da Unipaz – sua Teoria Fundamental

Trata-se de evoluir de uma abordagem instrucional e reducionista para uma abordagem integral, transdisciplinar e holística na educação, por meio dos princípios da Carta da Transdisciplinaridade e dos quatro pilares propostos pela UNESCO – educar para conhecer, fazer, conviver e Ser, de forma a cultivar e irradiar as virtudes de uma cultura de paz que são: comunhão, harmonia, inclusividade, abertura, flexibilidade, respeito, justiça, espiritualidade transreligiosa, consciência da cidadania interplanetária e respeito a toda expressão de vida, com a abertura para uma hermenêutica ampla e aberta

 

A UNIPAZ há 20 anos vem desenvolvendo suas atividades na Granja do Ipê, aplicando a sua Teoria Fundamental, transdisciplinar e holística,

POR UMA CULTURA DE PAZ.

 

A UNIPAZ entende que, necessário se faz uma nova relação entre o poder público e a cidadania organizada, através de instrumentos que possam aproximar as partes para uma consciência de co-responsabilidades e efetiva participação e envolvimento. Brasília é um Patrimônio da Humanidade, e o Plano de Manejo da ARIE Granja do Ipê – dada sua situação da região e sua importância para a Bacia do Paranoá, e aindapor pertencer a APA do Planalto Central, nas bases da metodologia de trabalho que a Unipaz pretende implementar poderá significar um Projeto Piloto de conscientização e envolvimento das comunidades envolvidas. Julga-se essencial para o desenvolvimento do Programa de Integração com a Área de Influência, a implementação de um processo de educação ambiental dentro de uma abordagem transdisciplinar para a sociedade.

Pelo fato de Brasília estar a cerca de 1000 metros acima do nível do mar, pela geomorfologia e a realidade da paisagem natural de cerrado, somos cabeceira de rios, pequenos córregos, grotas e veredas. Somos guardiões de miríades de nascentes – “Cerrado pai das águas – e do extraordinário fenômeno de Águas Emendadas. O emblemático nome desta Estação Ecológica traduz exatamente o que ocorre ali: um fenomeno hidrográfico fantástico, a 50km do centro de Brasília na Região Administrativa de Planaltina, onde acontece a dispersão de águas que fluem de um mesmo ponto para diferentes direções. Ali, as águas correm para o norte do Brasil formando a Bacia Amazônica e o São Francisco e para o sul formando a Bacia Platina.

O Cerrado é um Bioma que expressa o quanto o complexo processo evolucionário da teia da vida é sábio – a sophia mundi em toda sua manifestação: no desenho de suas árvores de galhos retorcidos e troncos ásperos e rudes, nas folhas com formas côncavas para reter a mínima gota de água do orvalho, na força das cores de suas flores para atrair a dança das polinizações, na interação de harmonia que integra elementos às vezes contrastantes entre as águas, campos, animais e plantas, na intrincada malha de raízes onde acontecem silenciosos diálogos entre espécies, que lhe trouxe a caraccterística de ser “uma floresta de cabeça para baixo”.

É um dos biomas mais ameaçados tanto através da devastação promovida pela agricultura do agronegócio quanto pela pressão das expansões urbanas.

Sérgio Ribeiro

Licenciado em Comunicação Social, com pós-graduação em gestão de recursos hídricos e mestrado em desenvolvimento sustentável pela Universidade de Brasília. Sergio trabalha com sustentabilidade e conservação da água há 20 anos, tendo sido coordenador de campanhas e analista sénior da WWF-Brasil durante 8 anos. Trabalhou como consultor para instituições como a UNESCO, IICA, OEA, e GWP e é autor e colaborador em muitos livros.

Em 2015 foi convidado a assumir a Subsecretaria de Água e Clima do Governo do Distrito Federal, Brasil. Em Maio de 2018, assumiu como Diretor Geral do Centro Internacional sobre Água e Transdisciplinaridade (CIRAT), cargo que ainda ocupa, e em 2021 assumiu como Vice-Presidente para a América Latina e Caraíbas do Comité Científico da Água e do Património do ICOMOS.

Gerald Pollack

PHD em engenharia biomédica da Universidade da Pennsylvania em 1968. Os seus interesses têm variado amplamente, desde o movimento biológico e biologia celular até à interação de superfícies biológicas com soluções aquosas. O seu livro de, Músculos e Moléculas: Descobrindo os Princípios do Movimento Biológico (1990),  ganhou o Prêmio de Excelência da Sociedade para a Comunicação Técnica. O livro  Cells, Gels and the Engines of Life (2001) e o mais recente, “The Fourth Phase of Water: Beyond Solid, Liquid, and Vapor” ganharam o “Distinguished Award” da Sociedade, a sua mais alta distinção, e este último livro recebeu ainda o Prêmio de Excelência da Cimeira Mundial.

 

Em 2002 realizou  doutoramento honorário da Universidade do Estado Ural em Ekaterinburg, Rússia, e foi mais nomeado Professor Honorário da Academia de Ciências Russa, e membro estrangeiro e Acadêmico da Academia Srpska. Recebeu o Prémio de Conferencista Distinto da Sociedade de Engenharia Biomédica em 2002. Em 2008, os seus colegas escolheram-no como vencedor da mais alta distinção anual da sua universidade: o Prémio de Conferencista da Faculdade UW.

 

Membro fundador do Instituto Americano de Engenharia Médica e Biológica e da Associação Americana do Coração e da Sociedade de Engenharia Biomédica. Recebeu um Prémio R01 do Director do NIH Transformative Director e  a Medalha Prigogine de 2012 por termodinâmica de sistemas dissipativos. Em 2014 recebeu o Prémio de Excelência Científica da Academia Mundial de Terapia Neural, bem como o Prémio Dinsdale da Sociedade de Exploração Científica. Apresentou duas conferências TEDx sobre água.

 

Em 2015, ganhou o Prémio BrandLaureate, anteriormente atribuído a personalidades como Nelson Mandela, Hillary Clinton e Steve Jobs. Em 2016 recebeu o Prémio Emoto da Paz Inaugural, e mais recentemente o Prémio Lifetime Achievement da Sociedade de Filosofia Natural de Chappell. Aparece brevemente no filme de acção desportiva Travis Rice de 2016, The Fourth Phase, com o nome do seu recente livro. E, está incluído na lista de 2019, OOOM Magazine, como uma das “100 Pessoas Mais Inspiradoras do Mundo”. Em 2020, apresentou o seu trabalho no “Majlis” a convite do Príncipe Herdeiro de Abu Dhabi, no seu Palácio Real.

Atualmente é Professor de Bioengenharia na faculdade da Universidade de Washington. Editor-chefe fundador da revista, WATER, convocador da Conferência Anual sobre Física, Química e Biologia da Água, e Director Executivo do Instituto de Ciência de Aventura.

Regina Stella Quintas Fittipaldi

Arquiteta e Urbanista, sócia fundadora do  Studio Fittipaldi Arquitetura Ltda  (www.fittipaldiarquitetura.arq.br) . Pós Graduada  Gestão Ambiental em Cidades . Especialização  em Ecovilas, Assentamentos Humanos Sustentáveis   . Pró Reitora de Meio Ambiente da UNIPAZ- Universidade Internacional da Paz – DF. Educadora na abordagem da Ecopsicologia , Ecologia Profunda  e Transdisciplinaridade . Membro da CTECT – Câmara Técnica de Educação, Informação, Ciência e Tecnologia do Conselho Nacional de Recursos Hídricos CNRH . Membro do  Conselho de Meio Ambiente  – CONAM  GDF. Membro do Conselho de Recursos Hídricos – CRH GDF . Conselheiro do CIRAT – International Centre on Water and Transdisciplinarity . Membro do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba – CBHP DF e do CBH Paranaíba Federal . Membro do  Comitê da Reserva da  Biosfera do Cerrado. Educadora Carta da Terra Internacional .  Coordenadora do Programa Educação Ambiental  “Jardineiros da Terra”. Conselheira da REDA – Rede Ecumênica da Água . Escritora de livros infantis e de teatro musicais infantis. Poeta premiada em concursos literários no Brasil e no exterior. Coordenadora e âncora do programa de TV “Terra, meu amor” da TV Supren. Mãe de Adriana e Eduardo . Avó de Isabela, Gabriel e Kael.

Nelton Miguel Friedrich

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da PUC – Pontifícia Universidade Católica da Pr-BR e participante em vários programas de estudo e acções práticas na área sócio-ambiental. Foi Deputado Estadual e duas vezes Deputado Federal, sendo membro da Assembleia Nacional Constituinte de 1988 (o 3º em número de propostas e membro ativo da Frente Verde e Frente Indígena), Secretário de Estado do Governo do Paraná (1983/1986) nas áreas de Água e Saneamento, Meio Ambiente, Controle de Erosão, Energia, Habitação. Participou em várias edições do Fórum Mundial da Água e Fóruns Mundiais de Águas Alternativas; Conferências Mundiais da ONU sobre Mudanças Climáticas, Desenvolvimento Sustentável, Água e Saneamento, Energias Renováveis, AGENDA 2030 Transformando o Nosso Mundo/17 ODS. Director de Coordenação e Ambiente da Central Hidroeléctrica Itaipu Binacional, promotor da implementação do programa ITAIPU ENERGIAS RENOVAVEIS e principal criador do PROGRAMA CULTIVANDO ÁGUA BOA, que coordenou durante 14 anos. Assessor de várias organizações, especialmente REDA – REDA ECUMÊNICA DA ÁGUA do Brasil, CIRAT – Centro Internacional de Água e Transdisciplinaridade – e FUNBEA – Fundo Brasileiro para a Educação Ambiental.