Carregando Eventos

« Todos Eventos

Core Energetics

17/ 08/ 2018 - 18/ 08/ 2018

Core Energetics

Programa de Formação de Psicoterapeutas Corporais

Apresentação

A formação profissional em Core Energetics é projetada para treinar psicoterapeutas corporais. Pessoas interessadas em aprofundar seu processo de autotransformação e aplica-lo em sua área de atuação são bem vindas neste processo de transmutação.

A Core Energetics é abordada na teoria e na prática, com técnicas específicas da psicoterapia corporal – promover a avaliação psicossomática do cliente fazendo o uso da leitura corporal (postural e gestual), formas de respirar, falar e olhar, dentre outros aspectos, possibilitando a detecção e transformação de distúrbios energéticos e as tendências de psicossomatização por meio de técnicas de massoterapia, reeducação respiratória e postural, aplicação de movimentos milenares específicos da yoga, chi-kun, shiatsu e também os atuais advindos da vegetoterapia e orgonoterpia reichiniana, bioenergética, meditações ativas, abordagens de trauma, técnicas sutis para os campos energéticos, promovendo a conscientização e desbloqueio de conteúdos psíquicos traumáticos.

A ênfase do programa está na aceleração do processo evolutivo do homem através da prática da psicoterapia corporal orientada para a essência espiritual e para o alinhamento com o propósito de vida. Pessoalmente a formação intensifica a expansão da capacidade de experimentar prazer e amor e a busca da verdade de cada um: a maior das fontes do trabalho do psicoterapeuta. Para cada pessoa o caminho é inteiramente único.

Assim como o objetivo da terapia é permitir o acesso da pessoa à plenitude de seu self, terapeutas de Core estão sempre buscando uma conexão mais profunda com eles mesmos e com seu trabalho – reconhecer sua vida diária como a jornada espiritual que ela realmente é.

A estrutura teórica e as técnicas da Core Energetics têm aplicações para as áreas de saúde física, mental e de relações humanas: terapia individual, de casal, família e grupos, tanto como pra musicoterapia, pedagogia, ecologia, consultoria educacional e organizacional, curas holísticas, artes cênicas, entre ouras áreas.

Nesse treinamento você poderá aprender que a nossa evolução na terra é através de transformar as negatividades num movimento criativo. É um trabalho que parte do corpo, nervos, músculos e da memória celular até restaurar o livre fluxo da essência em nossa totalidade humana. “É um trabalho de transmutação como o dos Alquimistas”. ” O melhor terapeuta é aquele que pode mudar as crenças e integrar a consciência, ele é um transformador de crenças”. J.Pierrakos

Core Energetics

Core Energetics é um método integrativo evolucionário, criado pelo Dr. John Pierrakos, M.D., que lida com Energia e Consciência nos diferentes níveis do ser: Corpo/ Emoções/ Mente/ Vontade e Espiritualidade.

O processo tem por objetivo abrir e equilibrar estes níveis e permitir o fluxo de conexão entre eles. Esta abordagem é experiencial, dinâmica e frequentemente evoca experiências corporais poderosas através de exercícios físicos, emocionais e espirituais, que têm por objetivo restaurar a integridade energética do seu sistema. O propósito do trabalho é alcançar um senso de autenticidade, enraizamento, poder pessoal e a experiência de viver a vida com o coração aberto.

O processo é tanto uma modalidade de cura quanto uma profunda jornada espiritual. A massa de energia, aprisionada no corpo físico, é o principal campo de trabalho no começo do trabalho corporal. O objetivo inicial é liberar os sentimentos de músculos cronicamente encouraçados e elevar a respiração.

Os exercícios serão mais ativos ou mais suaves dependendo da pessoa em questão, do momento de sua história e do objetivo da intervenção. Em certos momentos isso requer o uso do toque através de pressão ou massagem sobre um músculo ou grupo muscular. O toque é usado para trazer consciência a uma determinada área, para liberar um padrão de hábito, uma organização muscular fixada como estratégia de defesa, para dar apoio e contato, nutrir ou curar.

O cliente é incentivado a expressar e discutir qualquer desconforto que experimente. “Primeiro para o terapeuta e aos poucos para o cliente cada expressão do corpo vai mostrando seu significado. tonalidade vocal, gestos e posturas corporais… brilho dos olhos e outras evidencias revelam a localização dos bloqueios, sua intensidade, um pouco de sua origem e sua configuração geral o tipo de estrutura de defesa do caráter” (John Pierrakos).

Aos poucos a pessoa pode começar a assumir a responsabilidade consciente por seus problemas. Esse reconhecimento é a primeira evidencia confiável, na terapia, de que a Essência foi tocada e que o ego começou a agir de forma positiva. “Na verdade, a pessoa que tem consciência para perguntar: Será que tem que ser assim? tenho que lutar tanto? Será que exagero? Por que faço isso? já começou o tratamento antes mesmo de consultar o terapeuta. A repetição dessas perguntas ao longo da terapia ajuda a penetrar e dissolver a máscara, e a alcançar a Essência da sabedoria da pessoa, onde está a verdadeira resposta.” (J. Pierrakos, Energética da Essência) O QUE É CORE ENERGETICS?

Core Energetics é uma ponte energética entre o estudo da natureza dos comportamentos humanos e a espiritualidade. A Core Energetics é mundialmente conhecida como a primeira abordagem ocidental psicoterapêutica a incorporar o aspecto espiritual do Ser com psicoterapia transpessoal e psicoterapia orientada para o corpo, tornando a Core Energetics uma terapia verdadeiramente holística e integradora.

É um processo para melhorar e curar a vida. É baseado numa poderosa abordagem terapêutica evolutiva que busca a integração de todos os aspectos da nossa humanidade físico, emocional, mental e espiritual. Este processo evolutivo é construído sobre a fundação da obra de Sigmund Freud, Wilhelm Reich, Alexander Lowen, o estudo da nova física e da nova neuropsicologia, a espiritualidade, a antiga teoria oriental e as modernas teorias ocidentais sobre energia humana.

A. Core Energetics é baseada numa profunda compreensão da maneira em que Energia e Consciência trabalham juntas no transformativo processo da cura. Este processo evolutivo de cura engloba conhecer e revelar todo seu Eu Real, aqui-agora: sua beleza, suas defesas e sua negatividade. Esta transformação é atingida gradualmente, trazendo consciência e movimento para a sobreposição das estruturas defensivas sobre a essência.

O resultado é a liberação de uma grande quantidade de energia, que pode então ser orientada a serviço da saúde mental, física e espiritual. Isso cria a vitalidade e a realização maior da vida, alegria e prazer em todos esses planos. Profissionais certificados em Core Energetics passam por seu próprio processo de profunda terapia enquanto completam um rigoroso programa de treinamento de 4 anos. Tradução livre de texto de Pamela Chubbuck,PhD- diretora e professora do Core Energetics South, USA. B.

Core Energetics é a ponte energética entre o estudo do comportamento humano e espiritualidade. É um sistema de crescimento pessoal e cura que incorpora conscientemente mente, emoções, corpo e espírito no seu trabalho. É a integração do conhecimento de sistemas de energia do corpo e a compreensão da natureza espiritual da humanidade que diferencia a Core Energetics e a coloca além dos trabalhos mais convencionais de terapias de cura psicológica, médica e orientada para o corpo.

Evoluindo a partir do trabalho de Wilhelm Reich, a Core Energetics foi desenvolvida pelo psiquiatra John Pierrakos, que construiu seu trabalho anterior como co-criador, com Alexander Lowen, da Análise Bioenergética. Pierrakos foi inspirado pelo trabalho de sua esposa, Eva, uma sensitiva que canalizou um corpo de conhecimento espiritual altamente respeitado, internacionalmente conhecido como Pathwork, caminho de auto transformação.

JOHN PIERRAKOS, MD, criador da Core energetics

JOHN PIERRAKOS, MD, criador da Core energetics john pierrakosNascido na Grécia, fez medicina e especializou-se em psiquiatria nos EUA onde estudou e trabalhou com Wilhelm Reich. Foi cocriador da Análise Bioenergética com o Dr. Alexander Lowen. A partir das canalizações de sua esposa Eva Pierrakos, participou da criação do Pathwork, um processo de autotransformação e evolução espiritual que trouxe a dimensão transpessoal à psicoterapia orientada para o corpo: a abordagem corporal da Dinâmica Energética da Consciência.

Estava criada a Core Energetics. Durante mais de trinta anos, dirigiu treinamentos em Core nos EUA, México, Europa e Austrália. No Brasil, formou duas turmas em Brasília, na UNIPAZ, e outra na capital paulista. Publicou, além de inúmeros artigos, os livros “Energética da Essência: Desenvolvendo a Capacidade de Curar e Amar” e também “Love, Love and Sexuality”. John C. Pierrakos, M.D., Uma autobiografia curta © Eu nasci na Grécia no dia 8 de fevereiro de 1921. Minha terra natal, Neon Oitylon, é uma pequena vila no Mediterrâneo com praias arenosas e altas montanhas plantadas com bosques de azeitona. Era um lugar tranquilo e bonito, mas era também uma terra de desentendimentos, uma terra de desunião.

O centro dos desentendimentos era a questão da sexualidade. Os homens defendiam a “honra” de suas mulheres matando uns aos outros. Nós chamamos isso de “machismo” e na Grécia eles chamam de “philotimo.” Crescendo naquela cultura sentia uma força nefasta sobre mim. A Igreja Ortodoxa Grega condenava a sexualidade – Você deveria sacrificar a carne para elevar o espírito.

Eu era rodeado por mulheres: minha mãe, três irmãs mais velhas, primas e tias. Elas eram amorosas e cuidadosas e também algumas de suas necessidades batiam com as minhas – com isso me tornei dependente delas. Meu pai era ausente, sempre viajando para a Europa a negócios. Ele voltava pra casa depois de alguns meses, por alguns dias.

Ele era o patriarca, muito sério e disciplinado; nunca brincou comigo ou disse que me amava. Eu sentia medo dele, medo que ele descobrisse o meu interesse sexual por algumas garotas à minha volta. Minha mãe era exatamente o oposto: ela me abraçava e expressava seu amor. Ela me chamava de “effendi”, uma palavra turca que significa mestre. Esse era um termo comum de carinho para o primeiro filho homem. Ela não tinha muita cultura, mas seu amor me deu segurança e, afinal, a habilidade de expressar livremente o meu amor por uma mulher. Nós nos mudamos para Atenas quando eu tinha nove anos. Foi um choque sair de uma vila inocente para a vida na cidade.

Lá não havia natureza, mar, pedras sobre as quais eu pudesse brincar nem campos para passear. Me senti preso: estava tão furioso que chutava latas em todo o caminho para a escola. Jogava futebol com a mesma intensidade – chutava a bola direto de um gol ao outro. Tinha tamanha fúria e energia sexual frustrada que ninguém poderia me parar.

Em 1939 a Europa estava se preparando para a guerra. Minha irmã e seu marido moravam na cidade de Nova York. Ela me convidou para ir morar com ela. Eu tinha dezoito anos e ela queria me proteger. Logo depois da chegada em Nova York entrei na faculdade Columbia. Fiz o vestibular em francês porque mal sabia falar inglês. Quando descobri que os primos da Grécia estavam lutando na guerra, fui voluntário para voltar, mas o meu pedido nunca chegou a ser processado porque àquela altura, tudo já estava em uma desordem sem esperança. Na Columbia tinha que estudar duas vezes mais que os outros alunos, para alcançá-los no inglês.

Comparando com a vida na Grécia, a liberdade aqui foi um choque. Em 1944, ainda estudando medicina, fui recrutado pelo Exército e me tornei um cidadão americano do dia para a noite! Depois que me formei decidi permanecer em Nova York (ao invés de voltar para a Grécia) e estudar para o meu Ph.D. em psiquiatria. Não havia nada que me oferecesse uma visão tão ampla da vida.

Eu me lembro da primeira vez em que me senti excitado com esse trabalho: eu tinha quinze anos, ainda ia para a escola em Atenas e tinha lido um artigo de uma revista sobre dois homens – Freud que tinha descoberto o inconsciente e Reich que tinha descoberto a “energia da vida”. O nome Reich não significava nada pra mim, mas a minha curiosidade ficou atiçada: o que será essa energia da vida? Anos depois, na cidade de Nova York, uma amiga me perguntou: “Você já ouviu falar de Wilhelm Reich?” Eu respondi; “Não”. Ela me sugeriu que lesse “A função do orgasmo”. Eu li e pensei, “Nossa, isso é ótimo! Isso é um entendimento da vida em sua fonte”.

Depois de conversarmos, ela me sugeriu que trabalhasse com ele. Respondi, “Quem, eu? Quem sou eu para trabalhar com esse gênio?” Finalmente reuni coragem e liguei para Reich; ele tomou como cliente. E me levou ao inferno! Ele ridicularizou o bigode e o terno feito por um alfaiate que eu vinha usando naqueles dias.

Quando eu disse que queria ver a energia orgônica, ele me levou para o seu laboratório, no porão, e me pôs no acumulador de orgone. Eu vi coisas estranhas, movimentos em espiral, raios e massas como neblinas. Pensei que havia algo de errado com os meus olhos; estava decepcionado. Meu treinamento científico na escola de medicina não tinha me preparado para tal experiência! Continuei trabalhando com ele mesmo me sentindo oprimido por sua autoridade, sua cara grande, sua voz poderosa como a do meu pai. Eu me sentia inferior; ele me provocava para trazer à tona minha raiva, minhas questões com a autoridade masculina.

Nas sessões, eu vestia apenas um short e ficava deitado no sofá. Ele me dizia “Você não está respirando!” É claro que eu não estava respirando. Eu estava duro de medo. Então, ele me perguntava sobre a minha vida sexual enquanto observava o meu corpo.

Ocasionalmente ele colocava a mão na área do bloqueio, meu abdome ou peito e dizia, “Respire rápido!” ou me fazia mover a energia chutando ou balançando os meus braços. Nesse estágio do nosso trabalho ele não lidava com as questões da minha personalidade; ele estava apenas preocupado com movimentar a minha energia. No final dos anos quarenta, Reich foi considerado uma ameaça pela Sociedade Americana de Psiquiatria e outras. Eles pressionaram a FDA (organismo federal de controle de alimentos e medicamentos) para prendê-lo por transportar acumuladores de orgone através das fronteiras dos estados. Apesar de ser um membro do grupo e de acreditar na essência do seu trabalho, percebi que tanto ele quanto seus seguidores não estavam tomando as devidas providências quanto a esse problema. Eu não queria comprometer minha licença médica por uma causa que não era sustentável, então eu decidi me retirar. Chateou-me profundamente ter que sair naquele momento, porque Reich tinha tido um papel crucial na minha vida; ele tinha o fogo consigo e foi nisto que me conectei com ele.

Eu trabalhei com ele por dois anos antes de perceber que ele era o mesmo sobre o qual eu tinha lido na Grécia, quando tinha quinze anos.

Depois de muitos anos como psiquiatra em um hospital de Nova York, me demiti e comecei uma prática privada em Greenwich Village, aonde eventualmente tinha a companhia de Alexander Lowen, que eu tinha conhecido quando trabalhava com Reich. Eu já estava casado e tinha duas filhas.

Nos doze anos seguintes, Lowen e eu desenvolvemos o que veio a ser chamado de Bioenergética. Ela era baseada no que nós tínhamos aprendido sobre energia e estruturas de defesa de caráter em nosso trabalho com Reich. Era muito emocionante experimentar com novas técnicas e conceitos. Nós trabalhamos corporalmente, dos pés para cima e da cabeça para baixo, enraizando a personalidade tanto energeticamente quanto mentalmente.

À medida que o tempo passava, eu comecei a sentir que alguma coisa estava faltando na obra da minha vida. Meu casamento não estava indo a lugar nenhum – ele nunca desabrochou como uma flor completa, então nos separamos e depois nos divorciamos.

Por volta de 1964, um paciente me deu a transcrição de uma palestra de Eva Broch, um canal espiritual que, desde 1957, vinha dando palestras (enquanto em transe) sobre os aspectos espirituais do crescimento pessoal: a conexão do ego e da consciência universal: Amor, Eros e Sexualidade; unidade e dualidade e tópicos relacionados. Ela havia criado uma comunidade (Pathwork – o caminho da autotransformação) que estudava e praticava essas idéias. Depois de ler sua palestra eu sabia que precisava encontrá-la, porque ela estava transmitindo elementos que eu sentia que estavam faltando no meu trabalho.

Em nosso primeiro encontro seus olhos negros mandavam feixes de alma diretamente aos meus; ela tinha uma beleza vibrante, um ser magnífico. Ela era uma artista e uma dançarina. Rapidamente nós descobrimos a natureza complementar dos nossos trabalhos e ela começou a me dar sessões com o guia. Elas não eram terapia, iam muito além disso. O guia avaliava os meus esforços criativos. Através dela, ele indicava modos para que eu pudesse integrar e personalizar minha luta, meu trabalho. Era muito excitante e, claro, nós nos apaixonamos.

Alguns anos depois, Eva e eu estávamos casados e eu deixei a Bioenergética para desenvolver meu trabalho em nova direção. Aqueles anos com Eva foram os mais felizes de minha vida.

O nosso trabalho só nos aproximava; ela despertava o meu interesse na dimensão espiritual da consciência. Eu trouxe para o Pathwork a dimensão da energia como ela conecta o corpo e a personalidade com o self espiritual. Essa integração levou a um florescimento do nosso trabalho e nós o praticamos até a morte de Eva em 1979. Nosso amor, a maneira que nós cuidávamos um do outro, era precioso. Havia uma conexão profunda, entrega total. Ela era a minha alma gêmea, e eu era a dela.

Disso tudo, Psiquiatria, Reich, Bioenergética, o guia de Eva, Pathwork veio a Core Energetics. O trabalho com Eva me levou a substituir a ênfase dada no meu trabalho, das defesas para o self criativo, espiritual. Agora, como parto do amor e do respeito profundo pelas pessoas, as minhas intervenções conseguem atravessar as defesas de uma maneira rápida e clara. Sei, dentro do meu coração, o que estou fazendo e porque estou fazendo. Meu ego não está no trabalho da maneira que estava antes. Continuo trabalhando com as minhas questões em relação à autoridade, invisto em me libertar para ser mais ousado.

Eu anseio ver a Core Energetics desabrochar de muitas outras maneiras para ajudar a unificar a divisão entre psicologia, religião, ciência e vida pessoal. Meu trabalho é alcançar a profundidade da entidade humana. Ajudar a pessoa a se abrir, se transformar, mover-se!

Extraído do livro Eros, Amor e Sexualidade de John C. Pierrakos, copyright © 1997, editora LifeRhythm.

Conteúdo Programático

Carga Horária: 480 horas distribuídas em 04 anos em três encontros anuais de cinco dias.

Ano I – Construindo as fundações e vivendo o primeiro estágio de trabalho: A penetração da Máscara

O foco do primeiro ano é o desenvolvimento pessoal a partir das bases construtoras da CE. O objetivo é transmitir a teoria da personalidade por meio da compreensão e transformação da estrutura física, emocional, mental e espiritual da pessoa. O Mapa e a Dinâmica da Consciência revelados pelo Guia canalizado por Eva Pierrakos conduzem esse estudo e processo.

O surgimento das estruturas e estratégias de defesa de caráter é pessoalmente vivenciado como chave para reconhecer a pulsação da essência de cada um, para diagnosticar como a pulsação começou a ser bloqueada, o padrão que foi se estabelecendo, o surgimento dos obstáculos e esforços do desenvolvimento de cada indivíduo. O aluno começará a se familiarizar com as técnicas de leitura corporal física e energética, com as técnicas corporais para vitalizar, centrar e pulsar o ser humano e também para liar com os bloqueios presentes na pessoa. O convite é para aprender a olhar cada pessoa numa relação de cura evolutiva. Começar a desenvolver o Eu Observador e autorresponsabiliade é uma pare vital deste ano.

O processo do caminho da Core Energetics tem 4 estágios, cada um estará transversalizando cada ano. Entendemos a mudança de ano/estágio como um evento a ser ritualizado, uma passagem.

Temas:

  •  Energia e Consciência;
  • Teoria de Lowen e Bases Reichianas;
  • As 5 estruturas e estratégias de defesa de caráter;
  • Leitura Corporal: observação e diagnóstico físico /sutil de cada estrutura;
  • Introdução ao trabalho do Guia de Eva Pierrakos;
  • O Mapa e a Dinâmica da Consciência (máscara, eu inferior e eu superior);
  • Imagens e compulsão para recriar e superar as feridas da infância;
  • Ritual das máscaras.

Ano II – As técnicas e o segundo estágio da terapia: reconhecer e libertar o eu inferior

À medida que a autoconsciência se expande, nesse segundo estágio do trabalho, ela é orientada para conhecer e encarar sem rodeios a negatividade e seus efeitos prejudiciais exatamente como são. Pouco a pouco vamos aprendendo a acolher honestamente o que de fato está errado e precisa ser mudado. As técnicas estudadas e praticadas são o enraizamento básico do processo deste ano.

O foco do segundo ano está no trabalho físico e energético da CE, buscando a consciência transformadora. O currículo desloca-se a partir de enraizamento, respiração e sensação, para um trabalho mais específico com os segmentos, as estruturas e estratégias de defesa de caráter. Os aspectos da unidade psicossomática detalhados por W. Reich são vistos como suporte para técnicas desenvolvidas por Lowen, J. Pierrakos e outros. As intervenções físicas para liberar emoções bloqueadas, aprofundar a respiração, métodos de visualização e trabalho com a energia sutil são demonstrados e experimentados.

Temas:

  • Os sete anéis reichianos;
  •  Os sete chakras, corpor sutis;
  • Carga e descarga, fluxo, resistência e contenção;
  •  O toque e as manobras em Core Energetics;
  •  Respiração nas 5 estruturas: respiração, sentimento e movimento;
  •  Círculo Vicioso do Amor Imaturo e Autoimagem Idealizada;
  •  A dor dos padrões destrutivos; • A corrente de negação/ a corrente positiva;
  •  A função do Ego; • Ritual da autorresponsabilidade.

Ano III – O terceiro estágio: o trabalho de transição e integração

O foco do terceiro ano é fazer a transição centrando-se no Eu Superior, buscando concentração na teoria e prática dos anos anteriores. O processo de terapia, a ressonância, a transferência e a contratransferência estarão transversalizando todos os temas e práticas.

A proposta é ajudar a dar um passo mais adiante no caminho para sair da intencionalidade negativa recém descoberta: experiência após experiência o aluno mergulha além das defesas de caráter, na corrente de energia que vem da Essência. No terceiro estágio, uma boa parte do funcionamento integral já pode ter sido recuperada. Agora o indivíduo conhece a Essência e pode interpor mais apropriadamente as emoções negativas e a periferia. O Ego adulto, distinto do ego limitado da vontade própria, apropria-se de suas escolhas. Essa maturidade vai receber as primeiras orientações para o surgimento, prática e amadurecimento do terapeuta de Core. Começam as supervisões individuais regulares e nas sessões ao vivo. A direção da tarefa de vida da pessoa vai tendo chances de se revelar, desenvolvendo proficiência nas múltiplas oportunidades de atendimento que vão sendo oferecidas e supervisionadas.

Temas:

  • Os quatro planos do trabalho e as quatro fases da terapia em Core Energetics;
  • Ressonância, transferência, contratransferência;
  • A sexualidade em cada defesa de caráter;
  • Revisão e aprofundamento de avaliação e diagnóstico;
  • Leitura do corpo e dos chakras, da respiração;
  • Integração da consciência em Reich, Pierrakos, Damásio e Calegari;
  • Psicopatologia; • A sessão inicial, o novo cliente, o plano de terapia (orientação psicopedagógica);
  • Uso de técnicas corporais para flexibilizar a resistência;
  • Trabalho consigo mesmo;
  • Ritual do mapa (os sete pecados, suas virtudes e a vergonha do eu superior).

Ano IV – Quarto estágio da terapia: Fortalecer e iluminar o dom de cada um, alinhar com o propósito de vida

O foco do quarto ano está no desenvolvimento da individualidade dos alunos como terapeutas de CE, integrando e consolidando o trabalho dos últimos três anos a partir da sua própria Essência (Core). Tópicos específicos são vistos pelo olhar da CE: psicopatologia, ética, psicossomática e sexualidade. Além disso, são dadas muitas oportunidades para o formando trabalhar como terapeuta de Core Energetics, orientado para a montagem da prática cotidiana. Os estudantes aprofundam suas individualidades, suas forças originais como terapeutas.

Temas:

  •  Amor, Eros e sexualidade;
  • O estabelecimento de uma nova consciência, reconhecendo no Eu Superior a disposição de se entregar, no Eu Inferior a disposição par resistir e na Máscara a disposição de não assumir responsabilidade por resistir, reconhecer a necessidade de ajuda do seu Eu Espiritual;
  • A arte da liderança, sua arte individual como terapeuta de Core;
  • O Significado da Sexualidade: estudo de energias sexuais receptivas e ativas e suas distorções;
  • Como trabalhar com assuntos sexuais, transferência e contratransferência sexual, abuso e a sexualidade do terapeuta nas sessões;
  • Encarnando a terapia – supervisão ao vivo; • Avaliações finais; • Ritual da graduação.

Corpo Doscente

Professores nacionais graduados e pós-graduados em Core Energetics

  • Alda Santos, Psicoterapeuta corporal, cursando o CorePath (EUA), sensitiva, canaliza e trabalha com diagnostico físico, energético, emocional e espiritual. Dirige grupos, atende casais e terapia individual.
  • Annancy Amorim Santos, Psicoterapeuta corporal com formação em Terapia Integrativa, conselheira espiritual em CorePath (EUA) Conectar, terapia sistêmica, constelação familiar e psicologia transpessoal. Faz atendimento individual e grupos, presta consultoria organizacional comportamental. Coordenadora da Rede Brasil Core/Aracaju.
  • Dilmas Calegari,Psicoterapeuta corporal, médico psiquiatra, precursor do estudo e prática reichiana no Brasil, ministra cursos em terapia energética corporal. Ministrou o curso “De Reich ao Coração” em alguns países e diversas cidades do Brasil.
  • Lucia Helena Alencastro,- Psicoterapeuta corporal, conselheira espiritual em CorePath (EUA), pedagoga, ecóloga, terapeuta floral, formação em terapia corporal reichiana, TRE, constelação familiar sistêmica e análise e síntese transacional. Dirige grupos, atende famílias, casais e terapia individual.
  • Luiz Queiroz,Psicoterapeuta corporal, médico gastroenterologista, professor da Escola Baiana de Medicina, formação em constelação familiar sistêmica, experiência somática e EMDR. Atende famílias, casais e terapia individual.
  • Marcelo Amaral,Médico especializado em atendimento a adolescentes, psicoterapeuta corporal com atendimento individual, de família e de casais, formação em terapia energética corporal, conselheiro em CorePath (EUA), terapia familiar sistêmica e TRE.
  • Marise Eterna Nunes, – Psicóloga e nutricionista, especializada em psicologia e psicoterapia transpessoal com abordagem corporal pelo Instituto Ânima. Formação tem terapia corporal reichiana, em constelação familiar, conselheira espiritual em CorePath (EUA) e membro da equipe do Instituto Serra da Portaria.
  • Odila Weigand,Psicóloga, mestre em psicologia clínica pela PUC-SP, CBT, Trainer internacional pelo Instituto Internacional de Análise Bioenergética, instrutora do Instituto de Análise Bioenergética do LIGARE Americana-SP, conselheira espiritual em CorePath (EUA), formação em terapia familiar sistêmica e linha do tempo.
  • Patrícia Amorim,Médica psiquiatra, doutora pela Universidade de Paris, artista, psicoteraputa com formação em psicologia transpessoal e Core Energetics. Trabalha na UFG e na Secretaria de Saúde de Goiânia. Atende psicoterapia individual, de casal e família. :

INTERNACIONAIS:

  • Erena Bramos (USA),Psicoterapueta corporal, psicóloga com especialização em Gestalt e Psicanálise. Helper do Pathwork, leciona em Seven Oaks (Susan e Donovan Thesenga). Supervisiona vários professores do corpo docente do Institute of Core Energetics-New York. Dirige e leciona o programa de formação em CE na Grécia.
  • Jac Conaway UUSA),PhD em Ciências Espaciais, formação em bioenergética (CBT desde 1975), morou e estudou com John e Eva Pierrakos na comunidade Phoenicia. Helper internacional do Pathwork, membro do corpo docente do Institute of Core Energetics-New York e do Core Energetics South de Pam Chubbuck. Trustee da Internacional Pathwork Foundation.

Admissão

Você pode participar para conhecer e experimentar o processo de Core Energetics sem estar ainda vinculado por contrato. Venha experimentar e decidir se este é o trabalho que vai mudar a sua vida! Informações e inscrições: www.coreenergetics.org.br corebrasilia@gmail.com (61) 9606-5028 (vivo) (62) 9685-0397 (vivo) (62) 8122-6140 (tim) das 13h às 18h É sugerido que os candidatos tenham graduação, para a admissão. Exceções podem ser feitas mediante contato pessoal/entrevista. Os candidatos deverão encaminhar para corebrasilia@gmail.com ou sassilvana@gmail.com ou para o endereço abaixo, duas cópias dos seguintes documentos: Rede Brasil Core Energetics – Core Brasília, Turma 9 a/c Silvana Santos Rua T-28, nr. 1600, Quadra 80, lote 18, Setor Bueno – CEP: 74215-040 – Goiânia/GO • Curriculum vitae simplificado; • Breve autobiografia (cerca de 4 páginas) que conclua apresentando onde está seu coração agora, em sua vida; • Se estiver em tratamento com medicamentos psiquiátricos, indicar quais e há quanto tempo, em folha anexa; • Duas fotos de corpo inteiro (de frente e de costas) em traje de banho (sunga ou biquíni); • Noções básicas de anatomia e psicologia do desenvolvimento (*), com cópia do currículo da graduação. (*) poderemos oferecer, de acordo com a demanda, dois cursos básicos de extensão (36h), como exigência para quem não possui essas disciplinas no currículo de graduação, com condições a serem negociadas com os interessados: 1. Noções de neuroanatomia, psiconeurologia e psicologia do desenvolvimento e 2. Noções básicas de psicopatologia.

Certificação

:: Condições de conclusão certificada como terapeuta em Core Energetics Para manter os padrões profissionais, os seguintes compromissos são avaliados: • Quatro anos de curso (480h) com frequência anual superior a 75%; • Frequência de 75% nos encontros de grupo de processo de seis horas, dois entre cada um dos 3 módulos anuais, num total de 36h a cada ano (144h); • Mínimo de duas horas mensais de terapia individual com um psicoterapeuta certificado em Core, comprovadas a cada módulo, total de 20h anuais; • Prática de atendimento social no terceiro e quarto ano, como estágio; • Questionário de avaliação escrita nos três primeiros anos do curso; • Avaliação anual do progresso do aluno; • Portfólio anual do percurso do programa (4 anos) com enfoque pessoal relacionado ao conteúdo programático estudado e vivenciado; • Avaliação final composta de três sessões ao vivo com banca de terapeutas certificados e pós-graduados em Core Energetics, no 4º ano; • Supervisão duas vezes ao mês, em um mínimo de 20 sessões anuais, no 3º e no 4º ano; • A frequência será também certificada quando o foco do trabalho for autotransformação e não houver interesse no atendimento e supervisão; • Questionário sobre o filme “Freud, além da Alma”; • Resenha de alguns livros e/ou capítulo da bibliografia, indicados anualmente; • Presença no minicurso de noções básicas de anatomia e psicologia do desenvolvimento para o aluno que não tiver disciplinas equivalentes certificadas; • Presença no minicurso básico de psicopatologia para o aluno que não tiver a disciplina certificada. :: Formato do Programa: • As aulas acontecem durante 5 dias, geralmente de 4ª feira a domingo, três vezes ao ano. • A programação é projetada para encontrar-se com as necessidades das pessoas que viajam de uma distância maior e para respeitar o ritmo de autotransformação e amadurecimento de cada um. • Cada encontro começa com música, dança, classe de exercícios, meditação, apresentação pessoal e além da teoria e prática dos temas da formação, inclui processo de grupo. • Diariamente buscamos a integração do self espiritual no trabalho. • A partir do 3º ano, um dia é dedicado à supervisão teórica e prática. • O programa acontece no campus da UNIPAZ DF em Brasília, um confortável e belo lugar com grande área verde, cachoeira e para os que desejarem, acomodações e refeições simples. • Como parte fundamental do programa, o Grupo Intermediário do processo fornece enraizamento nas técnicas de Core e um ambiente inteiramente seguro para explorar defesas emocionais e propicia uma excelente oportunidade de resolver questões e processos tanto individuais como grupais. :: Certificação A Rede Brasil Core Energetics emite em convênio com a UNIPAZ-DF dois tipos de certificados ao final dos quatro anos de curso: 1. Certificado de psicoterapeuta corporal pela Rede Brasil Core Energetics, cumpridas todas as condições citadas ou 2. Compromisso de presença, com a frequência exigida, terapia individual comprovada e quitação financeira, pela UNIPAZ e Rede Brasil Core Energetics.

 

Detalhes

Início:
17/ 08/ 2018
Final:
18/ 08/ 2018
Evento Categoria:
Evento Tags:
,
Website:
http://www.coreenergetics.org.br

Outro

Duração do curso:
sim
Horário:
sim, acomodações em quartos coletivos
Investimento:
Anuidade de Novembro de 2015 a Outubro de 2016 = R$ 8.908,00, dividida em 12 parcelas de R$ 742,33. Um novo contrato é apresentado a cada ano, reajustado financeiramente e com novas propostas adequadas ao desenvolvimento do programa de treinamento. O investimento no workshop de abertura será considerado como quitação das duas primeiras parcelas.

Local

Unipaz DF
SMPW Qd 08, Conj. 02, Ãrea Especial Granja do Ipê
Brasíia, DF 71740802 Brasil
+ Google Map
Telefone:
(61) 3380-2069 e (61) 99818-2860 (Vivo)
Website:
www.unipazdf.org.br
CLOSE
CLOSE

Pin It on Pinterest